sexta-feira, maio 04, 2007

Em H U A R A Z...



Expedição Huaraz
Cordilheira Blanca


Uma grande aventura nunca termina...
Ela esta sempre viva na nossa memória...

As vezes da para sentir até o cheiro de determinadas situações...
O arrepio é inevitável ...



Vem na mente o que podia ter sido diferente...
E se isso ou aquilo não fosse assim...
E se fulano tivesse lá...

Esses pensamentos vêm e vão...
Mas sempre vem o conforto de que melhor teria sido impossível...

O grande barato dessa expedição foi a solidariedade que tiveram comigo no alto da montanha, num ponto da travessia onde estava sozinho, e passei mal...



Um carregador de mulas parou, e no seu silencio maior do que meu sofrimento, fez um chá de coca e ficou ali comigo.. enquanto eu escutava a minha respiração chiada e aquele vento cortante..ele ficava ali me olhando esperando eu ficar bom para continuar a minha jornada.. e ele continua a jornada dele...



O chá de coca junto com a folha da coca que mastiguei depois, deu para dar uma disparada na caminhada e acompanhar os meus amigos que já estavam na crista da montanha...
Olhando lá do alto via o percurso feito, e o que havia acontecido...



Deus abençoe esses povos das montanhas...
Deus me de graça de chegar em mais cumes...

Uma grande aventura nunca termina...
Permanece viva nas fotografias... e nos corações

PS: quando cheguei no povoado de uma cidadezinha nas montanhas, encontrei alguns senhores num bar, onde todos perguntavam se eu já estava melhor... Todos da cidade ficaram sabendo o que aconteceu...Mundo fantástico!!!!.


4 comentários:

Raquel disse...

Oi Brown...esse foi demais!
Eu li e é como se eu tivesse lá tmb...que sufoco hein!?
Mas ainda bem que Deus só nos dá o peso que podemos aguentar...
Abençoado seja esse carregador de mulas...
Lindo lindo lindo!
O dia tá lindooooo!
Bjo

Mari disse...

Noooooorrr!!

Q fotos fantásticas!! São suas??

=)

Beijos e bom fim de semana!

Aline disse...

Querido, me leva para Cavalcante com você na proxima vez. To precisando muito relaxar

bJÃOOOO

B R E N A disse...

Mochileiro-poeta!
:)