terça-feira, março 25, 2008

Gripado!



Tenho saudades do mar...

Mas não vou transformar minhas saudades em lamurias

Esses dias em Goiás fui num lugar que não ia há muito tempo

Escalei aquela parede como se fosse a primeira vez

Senti aquele mesmo friozinho na barriga

Aquele poço verde bem abaixo de mim

Me convidando para um mergulho

Mas não era a minha vez

A gripe estava plena atividade.

Não pude retornar pela mesma parede

Tive que dar a volta

E sem olhar para trás

Para não sentir saudade

Para não vir aqui

Transforma-las em lamurias

Esse Goiás só apronta comigo

6 comentários:

Marcelo Martins disse...

Ando com saudades da minha amada Santos.
Aquele cheirinho das minúsculas folhas amarelas que decoram as calçadas.
O silêncio,a paz, o céu e o mar da cidade onde nasci.
Cidade mãe...Todo filho precisa rever a mãe vez ou outra.

Abraços.

Nathália disse...

Tenho muita vontade de escalar... De ver o "poço verde", como você descreveu.

Deve ser uma sensação única.

Beijo!

ps.: Sapos? Não, tenho medo. Hahaha.

Narradora disse...

Oi,
Lindas as suas fotos...
Um dia desses arrumo uma mochila também.
Abraço.

Marcelo Martins disse...

Então..Moro atualmente em uma cidadezinha do Pará e estou voltando para Minas.

Ana Laura disse...

Ai ai, que vontade de ver o mar...



Lindo texto!


Ah, e seu exemplo no meu blog foi categórico. De 100 perguntas idiotas, 87 são feitas pelas mães. Obrigada pela visita.

Outros.

Lorita disse...

Esse moço não sussegaaaaaaaaaaaaa
Wevs meu querido, vc tem seguro de vida? rs...

bjo